sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

RESENHA: STAR WARS - HERDEIRO DO IMPÉRIO - THRAWN #1

Título: Star Wars - Herdeiro do Império
Série: Trilogia Thrawn #1
Páginas: 472
Autor (a): Timothy Zahn
Editora: Aleph (2014)

Sinopse: 
Luke, Han e Leia enfrentam uma nova ameaça. Cinco anos após a destruição da Estrela da Morte, a ainda frágil República luta para restabelecer o controle político e curar as feridas deixadas pela guerra que assolou a galáxia. O Império, porém, parece não ter morrido com Darth Vader e o imperador. Habitando os confins da galáxia, o grão-almirante Thrawn, gênio militar por trás de diversas ações imperiais, ainda luta para reconquistar o poder perdido. A bordo do destróier estelar Quimera, ele descobre segredos que lhe darão a chance de destruir definitivamente o que restou da Aliança Rebelde, para assim retomar o domínio da galáxia e controlar os últimos dos Jedi.

Tenho esse livro na minha estante há um bom tempo. Sempre tive vontade de lê-lo, mas sempre colocava outras obras na frente. Com o hype altíssimo por conta do novo filme da franquia, decidi interromper uma leitura e encarar o primeiro livro da Trilogia Thrawn: Herdeiro do Império.

A trilogia Thrawn, é uma das mais aclamadas obras do universo expandido de Star Wars. Alguns fãs dizem que é a mais aceitável história após o término do episódio VI. Sem mais delongas, vamos ao trabalho.


Cinco anos se passaram após a Batalha de Yavin, e o Império, que teve seus maiores líderes derrotados, foi acuado, mas ainda mantém focos de resistência pela Galáxia. A Aliança Rebelde não está totalmente em festas, e ainda luta contra uma enorme burocracia para conseguir criar uma Nova República.

Leia está para ser mãe de gêmeos, e tem que dividir seu tempo entre sua atividades políticas, seu treinamento Jedi e sua vida pessoal, já que agora ela e Han Solo estão casados.

Han ainda está se ajustando a sua nova vida, enquanto Luke, o último dos Jedi, precisa carregar todo o peso da Ordem em seus ombros, além de treinar sua irmã, Leia, e futuramente seus sobrinhos.

Do outro lado, conhecemos o grão-almirante Thrawn, um gênio militar e antigo almirante do Império Galático que está lutando parar criar um novo Império, com base nos fundamentos do antigo Imperador. Com isso em mente, ele e Pellaeon, antigo capitão do Império, terão que vencer toda a Aliança Rebelde para assim recriar o antigo sistema.

Joruus C'baoth, um "mestre Jedi", não possui muito destaque, mas podemos notar que ele irá atrás de seus desejos de caçar todos os herdeiros da Ordem Jedi.

Prefiro não me estender muito contando um pouco da história para preveni-los contra possíveis spoilers, pois os acontecimentos marcantes já começam a acontecer logo no início da leitura.


"Quando você entende a arte de uma espécie, você entende toda a espécie.”

Milhões de exemplares dessa trilogia já foram vendidos ao redor do mundo e, é com toda certeza, a melhor história pós episódio VI.

"Herdeiro do Império", foi o primeiro contato que eu tive com o Universo Expandido Star Wars. Timothy consegue nos transmitir por meio dos livros, o mesmo que sentimos quando assistimos aos filmes que antecederam essa trilogia.


Os personagens que já conhecemos foram inseridos e reapresentados com muita excelência, sem mudar nada das personalidades que já conhecíamos nos filmes. Han Solo continua um super badass, Leia se tornou aluna de Luke, e tenta melhorar suas habilidades Jedi, e Luke, meu personagem favorito, continua com os receios de sucumbir ao lado negro da Força.
Além de todos esses personagens, também nos reencontramos com os droides  : R2-D2 e C-3PO, que continuam com as características cômicas dos filmes.

Novos personagens e novas raças também foram inseridas nos decorrer da trama. Entre eles,
podemos citar: Talon Karrde, um contrabandista que assumiu a posição de Jabba, o Hutt; Mara Jade, uma mulher muito intrigante que nutre um certo ódio por Luke Skywalker; Joruus C'baoth, um antigo mestre Jedi e muitos outros personagens.

Logo no início, temos contato com os Noghri, uma raça de criaturas reptilianas que são excelentes assassinos. Creio que essa raça será mais explorada nos seguintes livros da série, pois são muito interessantes e possuem uma característica bem intrigante.



Os novos planetas que nos foram apresentados, foram muito bem construídos e explicados, nos transmitindo uma certa familiaridade com o que já estamos acostumados.

Timothy detalha nas horas certas e sabe muito bem como descrever uma batalha espacial.

A edição da Editora Aleph, está belíssima e conta com poucos erros de revisão. A diagramação é boa e confortável. A capa é excelente! Marc Simonetti arrasou em mais um trabalho.

Bom, galera, falar desse livro é muito difícil, pois qualquer palavrinha a mais pode se tornar um spoiler.

Avaliação:

  • Herdeiro do Império - #1
  • Ascensão da Força Sombria - #2
  • O Último Comando - #3


Espero que tenham gostado! Até a próxima!! Um feliz natal a todos!

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

SORTEIO #1 - 6 MESES DE BLOG \O/

Muito boa noite, pessoal!

O blog está prestes a completar seu 6° mês de atividade e nada melhor que um sorteiozinho pra comemorar!

Vamos às regras:
  1. Curtir a página do blog no Facebook - Obrigatório.
  2. Seguir o blog pelo Google Friend Connect (GFC) - Obrigatório.
  3. Cadastrar seu e-mail na mala direta do blog - Opcional.
  4. Compartilhe publicamente esse sorteio em sua Time Line do Facebook - Opcional.
*Se todos os requisitos forem feitos, suas chances de ganhar aumentam!


Serão 2 vencedores, sendo que o primeiríssimo lugar poderá escolher 1 entre esses 4 livros para levar pra casa. O segundo lugar irá arrematar 15 marcadores originais de editoras que estão sendo carinhosamente cedidos pela minha namorada.



Informações interessantes:
- O sorteio tem início hoje 08/12/2015 e será finalizado no dia 05/01/2016 à 00:00h;
- Os sorteados deverão possuir endereço de entrega em território nacional;
- As REGRAS OPCIONAIS somente serão liberadas após o cumprimento das obrigatórias;
- Perfis fakes ou criados apenas para sorteios não serão aceitos como participantes;
- O não cumprimento das REGRAS OBRIGATÓRIAS levará à desclassificação imediata;
- Os vencedores tem um prazo total de 72 horas para responderam ao contato. Caso não haja resposta, os demais que obtiveram uma boa pontuação serão escolhidos;
- O prêmio tem um prazo de 30 dias para ser enviado após o encerramento do sorteio;
- Não nos responsabilizamos por extravios dos Correios.



a Rafflecopter giveaway

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

QUANDO O CARTEIRO PASSA... #6

Boa noite!!

Novembro é o mês da tão aguardada Black Friday. No decorrer do ano, favoritei nos aplicativos das lojas uma quantia considerável de livros. Fui acompanhando o sobe e desce dos preços durante os meses que antecederam a Black Friday para estar antenado no que realmente teria desconto. O resultado dessa espera foi maravilhoso!

Ah, não foi somente na BF que eu comprei meus livros. Durante todo o mês de Novembro eu fui fazendo minhas aquisições (algumas por preços absurdamente baixos, outras com preços um tanto salgados) e agora chegou a hora de divulgar pra vocês as novidades que estão preenchendo a minha estante.

Ao trabalho! \o/


terça-feira, 3 de novembro de 2015

RESENHA: O REI DEMÔNIO


Título: O Rei Demônio
Série: Os Sete Reinos #1
Páginas: 384
Autor (a): Cinda Williams Chima
Editora: Suma de Letras (2014)

Sinopse: 
O jovem ladrão reformado Han Alister é capaz de quase qualquer coisa para garantir o sustento da mãe e da irmã, Mari. Ironicamente, a única coisa valiosa que ele possui não pode ser vendida: largos braceletes de prata, marcados com runas, adornam seus pulsos desde que nasceu. São claramente enfeitiçados — cresceram conforme ele crescia, e o rapaz nunca conseguiu tirá-los.

Enquanto isso, Raissa ana’Marianna, princesa herdeira de Torres, enfrenta suas próprias batalhas. Ela poderá se casar ao completar 16 anos, mas ela não está muito interessada em trocar essa liberdade por aulas de etiqueta e bailes esnobes. Almeja ser mais que um enfeite, ela aspira ser como Hanalea, a lendária rainha guerreira que matou o Rei Demônio e salvou o mundo.

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

RESENHA: A LIGA DOS ARTESÃOS


Título: A Liga dos Artesãos
Série: Alvores #1
Páginas: 272
Autor (a): Lauro Kociuba
Editora: Publicação independente (2015)

Sinopse: 
Elfos, anões, orcs, trolls, dragões, wargs. E se eles existiram de verdade? E se tudo começou a desaparecer quando a Era dos Homens teve início? E se, ainda hoje, houver remanescentes desses seres entre nós?
Alvores é uma história de realidade alternativa, inspirada principalmente em leituras de Neil Gaiman e suas conexões de fantasia e o mundo real, pelo autor. Imagine o nosso mundo atual, mesclando com ficção fantástica, onde existem cidades subterrâneas sob as capitais brasileiras mais precisamente Curitiba (PR); elfos que vivem ocultos entre os homens; descendentes de raças lutando entre si e criaturas fantásticas surgindo e desaparecendo em meio a pontos turísticos.
Todo esse universo é chamado de Alvores, os seres que surgiram na alvorada do mundo.
Acompanhe Tales, um filho de encantados, desvendando uma história envolta a uma trama secular: a luta pela sobrevivência de uma raça. Entre batalhas dos descendentes de alvores, a descoberta de existência de uma cidade inteira sob seus pés e a verdade por trás de vários fatos. O leitor irá, junto com o protagonista, conhecer máquinas de guerra incríveis, personagens com habilidades curiosas, tramas e mistérios ocorrendo nas praças, terminais ou mesmo nas ruas onde passamos diariamente. De modo gradativo e embasado, se estreita a fronteira entre a realidade e a fantasia no livro.
Veja o mundo com outros olhos!

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

RESENHA: OS SENHORES DOS DINOSSAUROS


Título: Os Senhores dos Dinossauros
Páginas: 480
Autor (a): Victor Milán
Editora: DarkSide Books (2015)

Sinopse: 
Em “Os Senhores dos Dinossauros”, Victor Milán consegue materializar um sonho que milhares de leitores compartilham secretamente desde a infância: cavalgar os gigantes répteis pré-históricos, como o terrível Tiranossauro Rex. O romance se passa no Império da Nuevaropa, um continente claramente inspirado na Europa do século XIV. Cultura e costumes, religião, conflitos políticos, tecnologia e armamento são compatíveis com o último período da Idade Média. Mas neste mundo, construído pelos Oito Criadores, os dinossauros também fazem parte do arsenal de guerra.

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

QUANDO O CARTEIRO PASSA... #5

Boa noite, galerinha!

Após muito tempo sem postar nessa coluna, decidi que já está na hora de mostrar pra vocês minhas novas (e muitas!) aquisições.
Nesse intervalo de tempo sem postar, eu adquiri uma boa quantidade de livros, sendo que alguns desses foram prêmios de uma aposta com a minha irmã.

Brevemente sairão as resenhas. Fiquem atentos!

Vamos ao trabalho!

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

RESENHA: O NOME DO VENTO

Título: O Nome do Vento
Série: A Crônica do Matador do Rei
Páginas: 656
Autor (a): Patrick Rothfuss
Editora: Arqueiro (2009)

Sinopse: 
Ninguém sabe ao certo quem é o herói ou o vilão desse fascinante universo criado por Patrick Rothfuss. Na realidade, essas duas figuras se concentram em Kote, um homem enigmático que se esconde sob a identidade de proprietário da hospedaria Marco do Percurso. Da infância numa trupe de artistas itinerantes, passando pelos anos vividos numa cidade hostil e pelo esforço para ingressar na escola de magia, O nome do vento acompanha a trajetória de Kote e as duas forças que movem sua vida: o desejo de aprender o mistério por trás da arte de nomear as coisas e a necessidade de reunir informações sobre o Chandriano - os lendários demônios que assassinaram sua família no passado.

Depois de suportar a insistência de muitas pessoas eu resolvi dar uma chance ao livro O Nome do Vento, do autor Patrick Rothfuss. Confesso que eu tinha meio que um pé atrás, pois li em algumas críticas que o livro não possuía muitas partes de batalhas, o que a meu ver é primordial para qualquer obra de literatura fantástica. Me arrependo (ou não) de não ter lido antes. Juntamente de O Protegido, Mistborn, O Último Reino e mais alguns, O Nome do Vento está entre meus livros favoritos.

Sem mais enrolações, vamos resenhar!

Kote é o humilde dono da Pousada Marco do Percurso, e além disso guarda um tremendo segredo.

Após aparições de criaturas estranhas nas redondezas da cidade, um cronista, recém-chegado e acolhido na pousada de Kote, suspeita que o hospedeiro seja o nome por trás de inúmeros feitos que se transformaram em histórias com o passar do tempo.

Por inúmeras razões, Kote decide revelar seu segredo para o cronista, que tem 3 dias para escrever a história que será contada pelo ruivo, com a condição de escrever todas as palavras que forem narradas sem nenhuma alteração.

"Já resgatei princesas de reis adormecidos em sepulcros. Incendiei a cidade de Trebon. Passei a noite com Feluriana e saí com minha sanidade e minha vida. Fui expulso da Universidade com menos idade do que a maioria das pessoas consegue ingressar nela. Caminhei à luz do luar por trilhas de que outros temem falar durante o dia. Conversei com deuses, amei mulheres e escrevi canções que fazem os menestréis chorar.
Vocês devem te ouvido falar de mim."

A história contada por Kote o faz relembrar de todos os acontecimentos pelo qual ele passou quando ainda era chamado de Kvothe.

Kvothe conta como sua família e a trupe com a qual viajam foram violentamente mortos pelo Chandriano, conta como foi dura a época em que perambulava com frio e fome pelos telhados da cidade de Tarbean, sem família e amigos para ajudá-lo.

Após anos vivendo como andarilho em Tarbean, Kvothe decide seguir seu sonho de ir para a Universidade, para que assim possa aprender o "nome do vento" e também descobrir mais coisas a respeito dos assassinos de seus pais.

Kvothe ingressa na Universidade de uma forma surpreendente. Já dentro da Universidade ele conhece Simmon e Wilem, dois garotos com os quais ele possui um forte laço de amizade. Kvothe também se reencontra com Denna, uma garota que ele conheceu enquanto pegava carona em uma carroça. Kvothe nutre uma paixão enorme por Denna.

Em pouco tempo na Universidade, Kvothe se mostra um aluno muito especial e um excelente músico, o que acaba despertando a inveja de Ambrose, um estudante de nível superior e muito, muito rico, que não medirá esforços para acabar com todos os planos de Kvothe.

Kvothe e o Chandriano.

Patrick Rothfuss me surpreendeu positivamente com seu estilo. Começo falando pelo modo genial como o autor construiu a narrativa, que intercala entre primeira e terceira pessoa, o que tornou a leitura muito agradável, separando bem as partes na qual a narrativa muda.

A criação dos personagens é outro ponto que merece destaque. Kvothe é um personagem ímpar, inteligentíssimo, cativante, orgulhoso e muito mais. A evolução do personagem no decorrer da trama é notável, sendo que o mesmo começa a perceber seus defeitos e qualidades. Vale destacar também a personalidade independente de Denna, que não é o estereótipo de "típica personagem feminina".

O livro tem um sistema de magia único, onde o autor usou elementos de química que precisam ser bem relacionados uns com os outros para que a magia funcione. O sistema de magia que envolve nomes também parece ser fantástico, mas isso é meio vago nesse primeiro volume, podendo ser melhor explicado no próximo livro da série.

Os 4 Cantos, mundo criado pelo autor, foi pouco explorado nesse primeiro livro, mas já conseguimos ter uma ideia de que o worldbuilding de A Crônica do Matador do Rei é excelente.

Rothfuss não se apega muito a detalhes, explicando somente o necessário para a compreensão do leitor.

A escassez de partes de ação é muito bem compensada com os esforços de Kvothe em relação aos estudos e a música.

A Editora Arqueiro está mais do que de parabéns! O trabalho feito e os cuidados tomados são excelentes, sendo que esse foi um dos poucos livros que eu li e encontrei pouquíssimos erros de revisão.

Avaliação:

            
  • O Nome do Vento - #1
  • O Temor do Sábio - #2
  • The Doors of Stone - #3 (esse é o motivo de eu não me arrepender de não ter lido antes)

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

HERÓIS #2 - RAGNAR LODBROK

Ragnar Lodbrok, um dos maiores heróis do povo viking (chamados de dinamarqueses pelo autor Bernard Cornwell) é o novo integrante da coluna Heróis.

Quem foi Ragnar Lodbrok?
Um dos mais populares heróis nórdicos do povo viking, Ragnar foi um exímio comandante, considerado uma praga para a França e a Inglaterra.

Seu sobrenome faz referências ao tipo de vestimentas que o herói costumava usar, podendo ser traduzido como "calças-peludas".

Vários dos contos que contam sobre Ragnar Lodbrok parecem ser originados de feitos de outros vários heróis vikings e sua comprovação histórica é motivo de discussão entre historiadores encarregados das pesquisas sobre o mito.

HERÓIS #1 - AQUILES

Boa noite, galerinha que lê o Bravura Literária!

Domingão, véspera de feriado e eu com milhares de ideias para encher o blog com um conteúdo bem interessante. A ideia da vez é ir postando semanalmente artigos sobre heróis (de quadrinhos, históricos, mitológicos e etc.) e criaturas fantásticas em geral.

Para inaugurar a nova coluna eu escolhi o herói grego Aquiles. Vamos começar?



Tétis era uma nereida, filha de Nereu e Doris, que teve sua mão disputada pelos deuses Zeus e Poseidon. O titã Prometeu, responsável por roubar o fogo dos deuses e entregá-lo aos homens, alertou a Zeus de uma profecia que dizia que Tétis geraria um filho que seria ainda maior que seu pai.

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

RESENHA: PRINCE OF THORNS



Título: Prince of Thorns
Série: Trilogia dos Espinhos #1
Páginas: 360
Autor (a): Mark Lawrence
Editora: DarkSide Books (2013)

Sinopse: "Tem início a Trilogia dos Espinhos!
Ainda criança, o príncipe Honório Jorg Ancrath testemunhou o brutal assassinato da Rainha mãe e de seu irmão caçula, William. Jorg não conseguiu defender sua família nem fugir do horror. Jogado à própria sorte num arbusto de roseira-brava, ele permaneceu imobilizado pelos espinhos que rasgavam profundamente sua pele, e sua alma.
O príncipe dos espinhos se vê, então, obrigado a amadurecer para saciar o seu desejo de vingança e poder. Vagando pelas estradas do Império Destruído, Jorg Ancrath lidera uma irmandade de assassinos, e sua única intenção é vencer o jogo. O jogo que os espinhos lhe ensinaram."

terça-feira, 29 de setembro de 2015

ALTERAÇÕES NO DESIGN DO BLOG #2

E aí, galera! Tudo bom com vocês?

Como já devem ter percebido, mudei o banner do blog com a ajuda da desenhista Danielle Pioli (FanPage aqui).
A artista desenvolveu um personagem inspirado em mim e em meus gostos, misturando fantasia, história e sci-fi. Gostaria de saber de vocês, leitores do Bravura Literária, se aprovaram a mudança. Críticas serão muito bem-vindas!

Paladino Viking Bardo Jedi

Até a próxima, galera! Provavelmente teremos resenha mais tarde, se a energia não acabar novamente.

sábado, 19 de setembro de 2015

RESENHA: O TRONO DE DIAMANTE

Título: O Trono de Diamante
Série: Elenium #1
Páginas: 408
Autor (a): David Eddings
Editora: Aleph (2015)

Sinopse: "Após dez anos de exílio, Sir Sparhawk, cavaleiro da Ordem Pandion, retorna a Elenia e encontra sua terra natal imersa em sombras. O inescrupuloso Annias, primado da Igreja e membro do Conselho Real, manipula o débil príncipe regente para governar de fato, visando seus próprios interesses. A legítima soberana, Ehlana, acometida por uma estranha doença, jaz adormecida em seu trono, protegida por uma barreira de cristal. Graças a um poderoso feitiço, seu coração ainda pulsa, mas ela não resistirá a menos que uma cura seja encontrada antes que transcorra um ano. Sparhawk parte, então, em uma busca obstinada para salvar sua rainha e seu reino, travando uma luta incessante contra o tempo, as autoridades vigentes e toda sorte de perigos reais e sobrenaturais. Nessa jornada de luz e sombras, ele contará com a ajuda de seus irmãos de armas, de seu escudeiro fiel, de uma feiticeira, de um jovem ladrão e de uma misteriosa menininha, cujas origens são desconhecidas."

domingo, 13 de setembro de 2015

RESENHA: MISTBORN - O IMPÉRIO FINAL

Título: O Império Final
Série: Mistborn #1
Páginas: 608
Autor (a): Brandon Sanderson
Editora: LeYa (2014)

Sinopse: Certa vez, um herói apareceu para salvar o mundo. Um jovem com uma herança misteriosa, que desafiou corajosamente a escuridão que sufocava a Terra. Ele falhou... Desde então, há mil anos, o mundo é um deserto de cinzas e brumas, governado por um imperador imortal conhecido como Senhor Soberano. Todas as revoltas contra ele falharam miseravelmente. Nessa sociedade onde as pessoas são divididas em nobres e skaa - classe social inferior -, Kelsier, um ladrão bastardo, se torna a única pessoa a sobreviver e escapar da prisão brutal do Senhor Soberano, onde ele descobriu ter os poderes alomânticos de um Nascido da Bruma - uma magia misteriosa e proibida. Agora, Kelsier planeja o seu ataque mais ousado: invadir o centro do palácio para descobrir o segredo do poder do Senhor Soberano e destruí-lo. Para ter sucesso, Kel vai depender também da determinação de uma heroína improvável, uma menina de rua que precisa aprender a confiar em novos amigos e dominar seus poderes.

Mistborn - O Império Final, é o primeiro livro de uma trilogia escrita pelo autor Brandon Sanderson. Após muito ouvir falar sobre o livro, decidi tirá-lo da estante e iniciar a leitura. Confesso que foi uma das melhores leituras da minha vida!

Na cidade cinzenta de Luthadel, onde governa o Senhor Soberano e as pessoas são divididas entre Nobres (controladores da economia de Luthadel) e Skaa (camponeses, muitas das vezes escravos que sofrem com os maltratos de seus senhores), conhecemos Kelsier, um ladrão muito experiente que escapou da morte há alguns anos e que agora está decidido a derrubar o Império Final e acabar de vez com o Senhor Soberano.

Kelsier e Vin

A cidade de Luthadel sofre com as cinzas que caem como flocos de neve durante todo o dia, deixando desse modo as residências e plantações com uma coloração escura. À noite as brumas tomam conta da cidade, causando temor na maioria dos moradores.

Brisa, Yeden, Ham, Dockson, Marsh, Trevo, Fantasma e Sazed são os membros da gangue de Kelsier, e cada um deles possui uma habilidade alomântica distinta. Vin, uma garota das ruas que é dotada de um imenso poder, é inserida ao grupo, e cada um dos membros que possui poder alomântico irá ajudá-la a treinar seus poderes.
Kelsier, Dockson, Ham, Yeden, Brisa, Trevo
"Sempre há outro segredo. Palavras de Kelsier."

O Império Final foi o primeiro livro do autor Brandon Sanderson que eu li, e confesso que já fiquei fascinado com o modo como o autor conseguiu criar uma das melhores histórias que eu já li na minha vida.

Brandon criou dois sistemas de magia que são fenomenais! De um lado temos a Alomancia, um tipo de magia que permite com que algumas pessoas consigam "queimar" metais dentro do próprio corpo, conseguindo assim algum tipo de habilidade temporária, como por exemplo: aprimorar os sentidos, aumentar a força, "puxar" e "empurrar" outros metais, e muitas outras habilidades.

Pessoas que somente conseguem "queimar" um tipo de metal são chamadas de Brumosos, algumas outras pessoas conseguem "queimar" todos os metais, recebendo assim o nome de Nascidos das Brumas

Além da alomancia, somos apresentados também a Feruquemia. As duas formas de magia são semelhantes, exceto pelo modo de como os metais são usados. Enquanto na alomancia as pessoas extraem seus poderes do metal, na feruquemia elas "guardam" seus poderes em metais, para que assim possam usá-los depois.

Brandon Sanderson escreve de uma maneira rápida, com uma linguagem de fácil entendimento, tornando desse modo a narrativa bem fluída.

O autor detalhou com perfeição cada uma das partes de ação, cada um dos cenários e cada uma das criaturas que foram sendo apresentadas no decorrer da trama.

A política abordada é excelente e essencial para o desfecho do primeiro livro da trilogia.

No início de cada capítulo temos alguns trechos de uma história que serão meio confusos no começo. Uma dica: não pulem esses trechos, leiam todos eles atentamente, pois futuramente eles se encaixarão.

Com uma capa altamente chamativa, uma belíssima diagramação e um excelente enredo, Mistborn é altamente recomendado aos fãs de fantasia!

Avaliação:

 

  • O Império Final - #1
  • O Poço da Ascensão - #2
  • O Herói das Eras - #3






sábado, 5 de setembro de 2015

PRINCE OF FOOLS - LANÇAMENTOS #4

Boa tarde, galera!!

A editora DarkSide Books divulgou em suas redes sociais mais um lançamento! O lançamento dessa vez é mais uma obra do autor Mark Lawrence, o mesmo que escreveu a aclamada Trilogia dos Espinhos. Prince of Fools, é o primeiro livro da série A Guerra da Rainha Vermelha, uma das séries mais bem faladas fora do Brasil. A série se passará no mesmo universo da saga de Jorg Ancrath, um universo pós-apocalíptico de inspiração medieval.

Imagem cedida pela editora DarkSide Books

“Sou um mentiroso, um trapaceiro e um covarde, mas nunca, jamais, irei decepcionar um amigo. A menos que, para não decepcioná-lo, seja preciso demonstrar honestidade, jogo limpo ou bravura.” Assim se apresenta Jalan Kendeth, o neto da Rainha Vermelha e décimo na linha de sucessão ao trono. Um verdadeiro hedonista sem pretensões políticas, que se vê obrigado a abandonar sua boa vida após sofrer uma tentativa de assassinato. Para escapar, precisa se aliar a um perigoso guerreiro.
Mark Lawrence novamente cria um anti-herói irresistível. Por que mesmo estamos torcendo por eles? – é uma pergunta comum entre os cada vez mais numerosos leitores de suas aventuras. A resposta, certamente, está no talento com que o autor conduz seus personagens e narrativas. E desta vez, a violência e o rancor de Jorg Ancrath, da Trilogia dos Espinhos, é substituída pela astúcia e charme do Príncipe dos Tolos.

Imagem cedida pela editora DarkSide Books

A obra chega ao Brasil no dia 02 de Novembro de 2015 e eu já estou aguardando a pré-venda para adquirir o meu e participar de uma leitura conjunta organizada por um grupo do Facebook. Mark Lawrence participará dessa leitura conjunta conosco \o/!

Ansiosos?

Até a próxima!



domingo, 30 de agosto de 2015

QUANDO O CARTEIRO PASSA... #4

E aí, galera! Tudo beleza?

Depois de quase 1 mês sem adquirir nada, não resisti ao desejo e comprei mais livros. Apesar de o nome da coluna ser "Quando o Carteiro Passa...", dessa vez eu fui e comprei direto na livraria (coisa que normalmente eu não faço, por causa dos preços absurdos!).
Sem mais enrolações, vamos ao que interessa.


1 - A Corte do Ar

Primeiro livro do gênero STEAMPUNK com o qual terei contato. A primeira coisa que me chamou a atenção foi a capa, óbvio. A arte é linda, com alguns traços em alto relevo e outros com verniz localizado, sem contar que ali na escotilha foi usado um tipo de plástico com uns detalhes que parecem gotas escorrendo pelo vidro. Sem dúvidas foi um excelente trabalho visual da Saída de Emergência. A sinopse é bem chamativa e logo mais teremos a resenha aqui.

2 - O Trono de Diamante


O primeiro e único exemplar de O Trono de Diamante que estava na Saraiva tinha que ser meu! Há algum tempo atrás, logo quando a Editora Aleph divulgou que publicaria seu primeiro livro de fantasia, eu fiz uma postagem de divulgação aqui no blog com a sinopse do livro. A arte da capa é sensacional! Veremos brevemente se O Trono de Diamante valeu a espera.

3 - The Adventures of Sherlock Holmes
4 - The Three Musketeers


Para aperfeiçoar minhas leituras em inglês escolhi esses dois exemplares. Ambos são da coleção Classic Starts e creio que irão me ajudar muito. Logo as resenhas de The Adventures of Sherlock Holmes e de The Three Musketeers também estarão aqui no Bravura Literária.


Bom, galera, essas são as minhas aquisições do mês de Agosto. No momento estou lendo Mistborn #1, um baita de um livro, que logo trarei a resenha aqui para vocês!

Até a próxima!

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

RESENHA: CICLO DAS TREVAS - O PROTEGIDO


Título: O Protegido
Série: Ciclo das Trevas #1
Páginas: 514
Autor (a): Peter V Brett
Editora: DarkSide Books (2015)

Sinopse: 
Ao cair da noite, eles surgem por todos os lados, famintos por carne humana, demônios de areia, de vento e até de pedra, conhecidos como terraítas. Depois de séculos, a humanidade definhou e se tornou refém da escuridão. Arlen, Leesha e Rojer, jovens sobreviventes, atrevem-se a lutar e encarar as trevas. O jovem Arlen recebe os ensinamentos de um mensageiro e descobre que o medo, mais que os demônios, é o mal a ser combatido. Leesha tem a vida destruída por uma simples mentira e se torna ajudante de uma velha e misteriosa ervanária. E o destino de Rojer muda para sempre quando um menestrel chega à sua vila com uma rabeca. Juntos, eles podem oferecer ao mundo uma última, e fugaz, chance de sobrevivência.

Peter V Brett é um dos mais aclamados autores de fantasia fora do Brasil. Sua série de livros  "Demon Cycle", no original, é uma das séries mais bem aceitas e vendidas, tendo edições em diversos países ao redor do mundo. A DarkSide Books deu um tiro certeiro ao adquirir os direitos de publicação e lançar a obra aqui no Brasil. Caso me pedissem uma descrição rápida desse livro, só uma palavra bastaria: Incrível!

Na Era da Ignorância, onde terraítas (demônios) e humanos caminhavam juntos, o povo de Thesa temia a noite e se defendia como podia dos terríveis seres das Profundas, escondendo-se como coelhos em tocas no chão.

Com o passar dos anos o povo descobriu a escrita, e com o aperfeiçoamento da escrita descobriram as Proteções, escritos mágicos que podiam afastar os terraítas.

O rumo da guerra teve uma mudança quando o povo descobriu proteções que podiam ferir e até matar os demônios, dando assim um fim na Era da Ignorância e iniciando a Primeira Guerra das Trevas, a Era do Salvador.

Os demônios estavam sendo dizimados, a cada novo amanhecer o povo se sentia mais vitorioso e desse modo o número de humanos cresceu, e os demônios foram erradicados, enviados de volta às Profundas e permanecendo lá por muitos anos, sem nem dar sinal de que um dia já haviam existido.

O mundo estava em paz sem demônios. A Era da Ciência começava, homens esqueciam de seus inimigos de outrora e guerreavam entre si por nada além de poder. Os demônios esperavam a hora de voltar à superfície e aterrorizar novamente a raça humana, e quando isso aconteceu as perdas foram catastróficas. Milhares de pessoas morreram. Os demônios eram novamente os donos da noite.

As proteções de combate haviam sido esquecidas, restando dessa forma somente as proteções defensivas, uma pequena esperança para a humanidade que anseia pelo retorno daquele que enviará novamente os demônios para as Profundas.



Arlen  é um garoto de 11 anos residente de Riacho do Tibbet, um lugarejo pacífico durante o dia e infestado de demônios durante a noite. Arlen possui um grandioso talento para desenhar proteções e por conta disso cabe a ele proteger sua casa. Após uma tragédia e uma profunda decepção, Arlen parte rumo às Cidades Livres, para que assim possa realizar seu sonho de se tornar um mensageiro, conhecer todas as cidades e lugarejos de Thesa, aprender todas as proteções de cada lugar e encontrar aquelas que foram perdidas e esquecidas pelo tempo, as proteções que podem mudar o destino da humanidade, as proteções de combate.



Leesha é uma garota que vive em Clareira do Lenhador, lugarejo próximo de Forte Angiers. Leesha é a prometida do lenhador Gared, um garoto alto e forte, que bota medo em qualquer garoto que ouse chegar perto de sua amada. Boatos infelizes à respeito da garota começam a correr pelos ouvidos dos moradores de Clareira do Lenhador, fazendo com que ela busque refúgio com Bruna, a ervanária do lugarejo. Bruna é uma das únicas pessoas que acredita nas palavras de Leesha, e decide escolher a garota para ser sua aprendiz, tornando-a assim uma ervanária quase melhor que ela.
Rojer vivenciou uma tragédia quando tinha apenas três anos de idade, sendo dessa forma criado por um famoso menestrel que está em sua presente ruína. Durante a tragédia, Rojer perdeu dois de seus cinco dedos. O garoto torna-se aprendiz do menestrel, mas tem dificuldades em executar alguns dos principais truques da profissão, e por esse motivo dedica-se à rabeca, um instrumento de cordas que é tocado por um arco onde sua mão de três dedos se encaixa perfeitamente.




As esperanças dos thesanos começam a retornar quando surgem boatos de que O Protegido, um homem tatuado da cabeça aos pés, juntamente com seu cavalo igualmente protegido, está vagando pela noite matando todos os demônios que cruzam seu caminho.



Peter V Brett encaixou com perfeição cada um dos elementos que foram sendo apresentados no decorrer da trama. A narrativa do autor é bem fluída, e logo nas primeiras páginas já podemos perceber que será impossível não se envolver na história.

A descrição dos demônios é ótima! Peter criou demônios da árvore, areia, chama, pedra, vento, água e muitos outros que ainda nos serão apresentados no decorrer da série. As criaturas são excelentemente detalhadas dos pés a cabeça e possuem inimigos naturais de sua própria raça (já dá pra perceber que demônios da chama e da árvore não se dão bem né hahaha.)



As proteções foram muito bem explicadas, tendo de ser desenhadas com perfeição, pois até a chuva pode ter um efeito negativo sobre elas se houver algum erro na composição.

Uma das coisas mais interessantes do livro é o modo de vida dos moradores de Krasia, um lugar onde os homens não deixaram de lutar contras as criaturas das Profundas só porque as proteções de combate foram perdidas.
Não somente em Krasia, mas também nas Cidades Livres, podemos perceber alguns conflitos políticos entre os duques.

A obra te prende do começo ao fim, mas a partir da terceira parte tudo fica melhor!

O Protegido não é um livro de literatura infantil, muito pelo contrário! É um estilo Dark Fantasy, que abusa de sangue, dilacerações e mortes, e tudo isso envolto em muita magia!!

Agora vamos para a edição. Que coisa mais linda! A DarkSide executou um brilhante trabalho com a capa e o interior desse livro que já vem com um fitilho para marcar as páginas e uma cartela de tatuagens com as proteções desenhadas.

O segundo livro será lançado em Setembro de 2015, com o nome de A Lança do Deserto.

Avaliação: