segunda-feira, 12 de outubro de 2015

HERÓIS #1 - AQUILES

Boa noite, galerinha que lê o Bravura Literária!

Domingão, véspera de feriado e eu com milhares de ideias para encher o blog com um conteúdo bem interessante. A ideia da vez é ir postando semanalmente artigos sobre heróis (de quadrinhos, históricos, mitológicos e etc.) e criaturas fantásticas em geral.

Para inaugurar a nova coluna eu escolhi o herói grego Aquiles. Vamos começar?



Tétis era uma nereida, filha de Nereu e Doris, que teve sua mão disputada pelos deuses Zeus e Poseidon. O titã Prometeu, responsável por roubar o fogo dos deuses e entregá-lo aos homens, alertou a Zeus de uma profecia que dizia que Tétis geraria um filho que seria ainda maior que seu pai.


Com medo de existir alguém maior que os grandes deuses, Zeus e Poseidon deixaram de lado a disputa pelo amor de Tétis, fazendo-a desse modo casar-se com Peleu, o rei dos mirmidões.

Da união entre Tétis e Peleu nasceu Aquiles, aquele que um dia seria um dos grandes heróis da história e mitologia grega.

Em uma tentativa de tornar Aquiles imortal, Tétis mergulhou o filho de cabeça para baixo no rio Estige, deixando-o vulnerável apenas no calcanhar, que foi por onde Tétis segurou a criança enquanto o mergulhava.

Aquiles foi entregue aos cuidados do centauro Quíron, que encarregou-se da criação e educação do jovem, ensinando-o sobre medicina, caça, adestramento de cavalos, música e etc.

Após ser ensinado por Quíron, Aquiles foi entregue a Fénix, que o instruiu nas artes da oratória e guerra. Juntamente com Aquiles, Fénix também instruiu Pátroclo, filho de Menécio, rei da Lócrita, que se tornou um grande amigo de Aquiles.

A amizade entre Aquiles e Pátroclo é um dos maiores alvos de pesquisadores. Alguns sugerem que eles eram amantes, outros que mantinham apenas um forte laço de amizade.


A Ilíada, do poeta grego Homero, é a narrativa mais famosa dos feitos de Aquiles na famosa Guerra de Tróia, onde o príncipe tem seu ápice e sua ruína. A obra de Homero conta apenas algumas semanas do conflito entre gregos e troianos, e não menciona a morte do herói grego.

Aquiles lidera o ataque saído do Cavalo de Tróia (sim, o mesmo do vírus, o famoso "presente de grego"), dizimando a todos os troianos. Vingando a morte de seu irmão Heitor, que foi morto por Aquiles em uma ato de vingança pela vida de Pátroclo, Paris, o segundo filho de Priamo, acerta uma flecha no calcanhar vulnerável de Aquiles, matando o herói.




Essa foi a primeira postagem da nova coluna, onde eu contei um pouco da história de um dos meus heróis favoritos da mitologia grega. Logo teremos mais postagens desse tipo e eu pretendo melhorar a cada uma delas.

Espero que tenham gostado. Até a próxima, pessoal!

2 comentários:

  1. Não sei se ele foi bem um herói, mas seria interessante você postar sobre Gaius Julius Caesar (Júlio César) ele tem uma história incrível que fala de uma ambição absurda, e a trajetória dele de um mero oficial do exército romano até ter se tornado o homem mais poderoso do todo mundo. Não é atoa que já li que ele também era conhecido como o homem que se tornou um deus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ter certeza que ele será mencionado aqui! Eu gosto muito da história de Júlio César, um dos maiores (se não o maior) imperador do mundo!
      Genghis Khan também estampará um publicação aqui.
      Volte sempre, e agradeço pelo pedido!

      Abraços!

      Excluir