segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

RESENHA: A VERDADE SOBRE O CASO HARRY QUEBERT

Título: A Verdade Sobre o Caso Harry Quebert
Páginas: 576
Autor (a): Joël Dicker
Editora: Intrínseca (2014)

Sinopse: Aos vinte e oito anos Marcus Goldman viu sua vida se transformar radicalmente. Seu primeiro livro tornou-se um best-seller, ele virou uma celebridade e assinou um contrato milionário para um novo romance. E então foi acometido pela doença dos escritores. A poucos meses do prazo para a entrega do novo original, pressionado pela editora e por seu agente, Marcus não consegue escrever nem uma linha.
Na tentativa de superar seu bloqueio criativo, Marcus decide passar uns dias com seu mentor, Harry Quebert, um dos escritores mais respeitados do país. É então que tudo muda. O corpo de uma jovem de quinze anos - desaparecida sem deixar rastros em 1975 - é encontrado enterrado no jardim de Harry, junto com o original do romance que o consagrou. Harry admite ter tido um caso com a garota e ter escrito o livro para ela, mas alega inocência no caso do assassinato.
Com o intuito de ajudar Harry, Marcus começa uma investigação por contra própria. Uma teia de segredos emerge, mas a verdade só virá à tona depois de uma longa e complexa jornada.



Se não fosse por meio de Jocelyn Page (meu primo) eu não saberia que esse livro existe. Ano passado, quando veio ao Brasil visitar sua noiva (minha prima), ele me indicou um livro e disse ter sido um dos melhores que ele leu na vida. Perguntei o nome e procurei pela obra aqui no Brasil. Tive a sorte de encontrar A Verdade Sobre o Caso Harry Quebert por um excelente preço.

Marcus Goldman é um escritor em ascensão que após o lançamento de seu primeiro romance está sofrendo com os efeitos de um bloqueio criativo que o atormenta há meses. Com a pressão da editora para entregar o novo original dentro do prazo, Marcus decide ligar para ninguém menos que Harry Quebert, um dos escritores mais conhecidos do país e seu antigo mentor. É nesse momento que Harry oferece sua hospitalidade para Marcus, que decide ir passar uns tempos na cidadezinha litorânea de Aurora.

Pouco depois da chegada de Marcus na cidadezinha de Aurora, o corpo de Nola Kellergan, uma garota de 15 anos que desapareceu há 33 anos, é encontrado nas proximidades da residência de Harry, que acaba se tornando o principal suspeito, o que acaba por trazer à tona um segredo: Harry Quebert, que na época do desaparecimento de Nola estava com 34 anos de idade, afirma ter vivido um caso de amor com a garota. Apesar de ser detido como principal suspeito, Harry nega qualquer envolvimento no assassinato de Nola.


Com a possibilidade de Harry ser mandado para a cadeira elétrica, Marcus inicia uma investigação particular para salvar a pele do amigo e descobrir o verdadeiro assassino, tendo ainda a chance de escrever o seu próximo livro, inspirado no caso Harry Quebert.


Com uma narrativa empolgante, Joël Dicker conseguiu fazer com que eu devorasse um livro de 576 páginas em menos de uma semana, coisa que é bem difícil, pois preciso dividir bem o meu tempo com as minhas obrigações.

O livro é narrado em primeira pessoa, mostrando o ponto de vista de Marcus, mas possui algumas passagens e alguns flashbacks que são narrados em terceira pessoa. O único ponto fraco do livro são os diálogos entre Harry e Nola, que acabam sendo maçantes e muito melosos.

Os personagens são muito bem construídos e inseridos na trama. Dois deles deram um certo gás na narrativa: Elijah Stern e Luther Caleb.  Apesar de ser narrado sobre o ponto de vista de Marcus e tendo como foco a pergunta "Quem matou Nola Kellergan?", a história não se prende somente a um personagem. Todos têm seu merecido destaque e contribuição para a solução do caso.

A trama é um quebra-cabeças repleto de reviravoltas. Não tente construir teorias sobre quem é o assassino de Nola, pois novos elementos são facilmente apresentados a todo instante, o que irá desestruturar qualquer pensamento que você tenha sobre o verdadeiro assassino.

Cada capítulo se inicia com uma lição de Harry para Marcus. Creio que muitos dos fatores apontados entre elas são de grande ajuda para aqueles que sonham em escrever uma obra-prima.

Além de tudo isso, Joël Dicker conseguiu inserir em seu livro elementos que abordam muito bem os temas: racismo; psicologia; amizade; amor; política e etc.

A editora Intrínseca fez um excelente trabalho de diagramação e revisão. A capa também está belíssima.

Avaliação:

Bom, espero que tenham gostado da resenha. A Verdade Sobre o Caso Harry Quebert já entrou na lista de melhores livros lidos em 2016.



17 comentários:

  1. Olé Phelipe,
    Eu não esperava tudo isso desse livro. Você me atiçou a curiosidade e fez eu colocar esse livro no topo da lista de próximas compras. Vlw mesmo. hehe
    A resenha, como sempre, está ótima!
    Abraços

    Leitor Noturno e Coisas de Um Leitor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Matheus!

      Pois então compre mesmo! É uma leitura extremamente gostosa, apesar das cenas de romance entre o Nola e Harry.

      Abraços!

      Excluir
  2. Assim como você não conheceria se seu primo não te recomendasse, acho que eu também nunca teria ouvido falar se não fosse pela sua resenha hahaha
    Enfim, achei interessante a forma que você disse que a trama se desenvolve, gosto de estórias assim com enigmas e suspense, apesar de ter desanimado um pouco por causa dos tais diálogos que você citou, pois não curto muito romance. Parece um livro legal, foi para a minha enorme lista de livros a serem lidos! haha
    Ah, eu me identifiquei com seus gostos literários, então segui o blog. :)

    Abraço,
    Mago e Vidro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tisa!
      Então, cara. Esse livro só não foi avaliado com 5 estrelas por conta dos diálogos melosos entre Nola e Harry. Ninguém merece uma coisa daquelas, mas de resto o livro é uma maravilha. Leia sim, quando estiver fugindo um pouco do seu gênero pra caçar novos ares.

      Abraços! Volte sempre aqui :)

      Excluir
  3. Não conhecia esse livro ainda, mas quando vi essa resenha pensei: eu preciso ler. É o tipo de livro que eu gosto, só fiquei um pouco com o pé atrás por conta desses diálogos melosos entre Nola e Harry, mas acredito que não atrapalhe tanto o andamento da leitura certo?
    Abraços e que a Força esteja com você!
    http://www.paradageek.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Mateus!
      Não cara. Apesar dos diálogos serem muito chatos, eles não atrapalham em nada a leitura. Pode ler sem medo, mas prepare-se: você não vai conseguir desgrudar do livro enquanto não chegar ao fim e descobrir toda a verdade por trás do Caso Harry Quebert!

      Abraços, Mateus! Passe sempre por aqui :)

      Excluir
  4. Ola, eu não conhecia esse livro ainda, sou apaixonada por historias assim cheias de reviravoltas, irei pesquisar com certeza, bjos.

    yuugracindo.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faça isso mesmo, Yuu. Não irá se arrepender.

      Beijos!

      Excluir
  5. Oie,

    Fica registada a sua recomendação, se tiver oportunidade vou comprar e ler pois parece-me bem legal :)

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem legal sim, Fiacha. Apesar dos contras (muito amorzinho) é uma leitura que surpreende e prende até o final. Altamente recomendado!

      Abraço!

      Excluir
  6. Vi o anúncio desse livro há algum tempo atrás e a capa me chamou a atenção. Lendo sua resenha agora fiquei ainda mais interessada. Vai já pra lista 😊

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dany! Bem vinda ao Bravura!!

      Leia sim! Terminei o livro em dois dias, pois não conseguia parar de ler enquanto não o caso não fosse resolvido huahuahuaua

      Abração!

      Excluir
  7. Putz, bateu a maior curiosidade depois de ler sua resenha, vou colocar na lista de leitura deste mês! o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um bem que faz, Michela! O livro te prende do início ao fim. Os contras eu já citei, mas não estragam em nada a beleza da obra ;)

      Um forte abraço!

      Excluir
  8. Vi esse livro em promoção em um site e me interessei pela capa, mas não li a sinopse. Acabei não comprando, pois tenho vários outros que preciso ler.
    Que arrependimento!
    Adorei a resenha! Me atiçou a vontade de ler. Fiquei super curiosa sobre o desenrolar da história e temas abordados. Adoro histórias de mistérios!
    Em uma próxima promoção com certeza irei comprá-lo!
    Obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É repleto de reviravoltas, Jaqueline! Um Thriller fantástico e muito bem escrito (tirando as partes ridículas de amorzinho extremo!).

      Leia sim, eu indico :)

      Excluir
    2. Kkkkkkkk
      Rachei o bico com o "amorzinho extremo".
      Adoro livro com "tudo junto e misturado": mistério, drama, romance, etc. rsrs

      Excluir