quarta-feira, 30 de março de 2016

QUANDO O CARTEIRO PASSA... #8 [FEVEREIRO E MARÇO]

Se a coisa foi boa na última postagem das minhas aquisições, vocês podem notar que nessa aqui tá melhor (e maior).

Em Fevereiro eu fiz algumas compras e em Março eu comemorei meu aniversário (não me deu presente? Aproveita que ainda dá tempo!!). Ao todo são 22 livros e 4 HQ's. Alguns foram cedidos por autores, outros foram presentes e outros me custaram apenas R$15,00.

Prometo que essa é a última postagem acumulada que eu faço. Eu decidi fazer assim novamente por causa do tempo que eu fiquei inativo para dar uma repaginada no design do Bravura.

Agora vamos pra parte mais legal! :)


Os Poucos e Amaldiçoados #1: Os Corvos de Mana'olana - Felipe Cagno/Fabiano Neves.
Após ver várias divulgações no Facebook, eu decidi dar uma pesquisada mais aprofundada nesse projeto que foi lançado no finalzinho de 2015 pelo Catarse (financiamento coletivo). Gostei da premissa e decidi apoiar o projeto com uma certa quantia em dinheiro. Os Poucos e Amaldiçoados conseguiu bater a meta principal em pouquíssimo tempo e quase atingiu todas as metas estendidas, o que rendeu altos prêmios para todos os apoiadores. A parte II da história d'A Ruiva já está disponível para colaboração no Catarse e já está a caminho de bater a 2ª meta estendida. Eu já dei o meu apoio e garanti o meu exemplar. Se você quiser apoiar o projeto, clica nesse link aqui ó: Os Poucos e Amaldiçoados - Parte II. *ATENÇÃO*: Nessa 2ª rodada de financiamento eu apoiei o projeto com um valor que me garante o recebimento de mais um exemplar do primeiro volume para fazer um sorteio. Fiquem ligados!


Coleção Marvel Terror: A Tumba do Drácula - Vol. 1.
Passeando por um sebo aqui da cidade, eu encontrei essa HQ em perfeito estado. Como eu já mencionei na postagem onde apresentei as novas apostas do blog, vou voltar a ler HQ's e resenhá-las para vocês. Essa edição de 164 página reúne histórias originalmente publicadas em Tomb of Dracula 1-6 e Dracula Lives 1.
Coffin Hill: Crimes e Bruxaria - Vol. 1: Floresta da Noite.
Comentei com alguns colegas que eu estava voltando a ler quadrinhos e muitos deles disseram para que eu lesse as publicações da Vertigo. Coffin Hill me chamou bastante a atenção por se tratar de uma HQ que tem bruxaria como foco principal. A série explora os limites da busca por poder e vingança em um cenário assombrado da Nova Inglaterra. Esse primeiro volume com 172 páginas reúne as edições 1-7.
O Último Desejo; A Espada do Destino - Andrzej Sapkowski.
A saga do bruxo Geralt de Rívia foi a inspiração para a criação de uma das franquias de jogos mais aclamadas da atualidade: The Witcher. Lançado aqui no Brasil pela Editora Martins Fontes, a obra do polonês Andrzej Sapkowski é uma das minhas maiores apostas para leituras desse ano. Comprei os dois primeiro volumes em uma promoção relâmpago da Amazon. Se eu não me engano, paguei R$18,00 em cada um. O Último Desejo vai pro topo da fila de leituras logo, logo.

Império de Diamante - J.M. Beraldo.
Fantasia nacional inspirada em culturas africanas. J.M. Beraldo foi um dos autores nacionais mais aclamados de 2015. Seu livro Império de Diamante ficou entre as melhores obras de fantasia nacional do ano passado. A trama se passa em Myambe, um continente quase todo dominado pelo Imperador. Gostei bastante da iniciativa do autor de fugir um pouco das influências europeias e nos apresentar uma obra que tem como base uma cultura que é pouco abordada nos livros do gênero. Comprei o livro diretamente com o autor por um preço bem bacana e com direito a autógrafo. Caso vocês queiram saber um pouco mais sobre a obra, deixo aqui o link de uma resenha do blog Desbravando Livros: Resenha Império de Diamante - DL.
O Sargento de Portugal - Plínio Fontes.
Plínio Fontes entrou em contato comigo e ofereceu um exemplar do seu livro para que eu lesse e fizesse a resenha. Não sou de aceitar livros de autores, mas a premissa desse livro chamou bastante a minha atenção. A trama se passa no ano de 1807, e conta a história de um brasileiro no exército lusitano que tenta combater o avanço das tropas napoleônicas. Está na minha meta de leitura desse ano, e logo menos estará resenhado aqui no Bravura.


A Lição de Anatomia do Temível Dr. Louison - Enéias Tavares.
Eleito por muitas pessoas como a melhor obra de fantasia nacional de 2014, A Lição de Anatomia do Temível Dr. Louison nos traz um Brasil retro futurista com várias referências de obras clássicas da nossa literatura. Além de ser um livro muito bem comentado, a Editora LeYa fez um excelente trabalho gráfico com esse livro. A capa é lindíssima e logo nas primeiras páginas encontramos um mapa muito bem detalhado da cidade de Porto Alegre dos Amantes. Esse livro provavelmente será um dos que estarão entre os disponíveis para votação da 2ª leitura conjunta do blog, que será totalmente voltada para livros nacionais!!
A Companhia Negra - Glen Cook.
Lançada lá fora em 1984, A Companhia Negra conta a história de um grupo de mercenários (A Companhia Negra) que busca reviver um passado de glórias ao se unir ao exército da Dama. Como se não bastasse o esforço para sobreviverem em suas campanhas militares, os mercenários da Companhia ainda precisam se preocupar com os conflitos entre os servos da Dama. A série escrita por Glen Cook é considerada um dos clássicos da literatura fantástica americana. Muitas das opiniões de leitores que tiveram suas experiências com A Companhia Negra são negativas, mas uma boa parte é positiva e com ótimos argumentos. Quero tirar minhas próprias conclusões. Logo vai ter resenha aqui ;)

Elantris - Brandon Sanderson.
Brandon FUCKING Sanderson é o nome mais falado no meio da literatura fantástica. Além de ser uma máquina de escrever, o cara tem uma baita criatividade. Elantris é um livro ambientado no universo da Cosmere, onde a maioria de suas obras são ambientadas. Elantris era uma cidade incrível e vista como habitada por deuses com longos cabelos brancos e pele prateada. Uma maldição cai sobre Elantris, transformando todos os habitantes em criaturas de pele acinzentada, calvos e repletos de manchas, entre outros problemas mais graves. A série é muito bem avaliada, com uma média de 4,5 estrelas no Skoob e 4,1 no Goodreads. É um dos próximos livros que eu lerei após terminar As Mentiras de Locke Lamora.

A Caverna de Cristal - Trilogia de Merlin #1 - Mary Stewart.
Ganhei esse livro de presente no meu aniversário (04/03). Eu sempre dava umas folheadas nele quando o via nas bancadas das livrarias, mas nunca tive o desejo de comprá-lo. Gosto muito das lendas arturianas, principalmente de Merlin, e vou apostar nessa leitura. Talvez irá rolar uma leitura conjunta dessa obra lá no grupo do Bravura no Facebook (grupo aqui).

 A Ascensão da Sombra - Robert Jordan.
Mais um presente de aniversário. Sim, eu sei que estou devendo a leitura dos três primeiros livros. Já fiz até acordos com alguns colegas: eu leio A Roda do Tempo e eles leem Ciclo das Trevas (que no momento é a minha série do ). Publicado pela Editora Intrínseca no segundo semestre de 2015, A Ascensão da Sombra dá continuidade nos acontecimentos de O Dragão Renascido. A série A Roda do Tempo possui um total de 14 livros e já foi finalizada lá fora. Como já foi dito aqui no blog e eu acredito que seja do conhecimento de todos, após o falecimento de Robert Jordan, o encerramento da série ficou à cargo de Brandon Sanderson. Quero ler os quatro livros publicados aqui no BR em sequência.

O Temor do Sábio - Patrick Rothfuss.
Presente de aniversário (fala sério, só ganhei presentão!). Se vocês leram a minha postagem com as melhores leituras de 2015, com certeza notaram que eu tenho um leve caso de amor com A Crônica do Matador do Rei. Kvothe é simplesmente um dos melhores personagens já criados que eu tive/tenho o prazer de ler. Segundo algumas resenhas, O Temor do Sábio compensa a ação que faltou em O Nome do Vento, mas não é uma leitura tão leve quanto a do primeiro. Conheço diversas pessoas que abandonaram o livro por motivos de enrolação. Creio que isso não será um problema comigo, pois eu adorei a escrita do Pat Rothfuss e vou devorar cada página como devorei na história do Primeiro Dia.

Príncipe da Pérsia - Graphic Novel - Jordan Mechner; A.B. Sina; LeUyen Pham; Alex Puvilland.
Uma Graphic Novel com traços muito bonitos e uma história que sempre me chamou a atenção. Quando eu era mais novo, minha mãe sempre me contava histórias do Príncipe da Pérsia. Não joguei nenhum jogo da franquia, mas assisti ao filme estrelado por Jake Gyllenhaal e gostei bastante. Encontrei ela lacrada em uma livraria física por apenas R$15,00. Será lida quando eu estiver procurando por uma leitura mais rápida e leve. Por se tratar de uma Graphic Novel, a resenha estará na coluna de HQ's e Mangás

O Livro do Assassino - Jonathan Kellerman.
Sabemos que essa Coleção Negra da Editora Record não possui títulos baratos. Até hoje eu não comprei os livros do autor Jo Nesbø que antecedem A Estrela do Diabo por causa de seus preços altíssimos. Tive a sorte de encontrar esse e mais outros títulos na mesma livraria da Graphic Novel acima por R$15,00. Jonathan Kellerman é um dos autores mais conceituados do gênero Policial (Thrillers). Sua obras estreladas por Alex Delaware (um psicólogo consultor do Departamento de Polícia de L.A.) e Milo Sturgis (detetive declaradamente homossexual com uma bela bagagem de casos resolvidos) estão classificadas entre as mais populares do gênero.

Moonfleet: O Tesouro do Barba Negra - J. Meade Falkner.
Também custou R$15,00. Sim, eu fiz a festa nessa livraria e ainda tem mais pela frente! A obra é ambientada na Inglaterra e contará a história de John Trenchard, um garoto de 15 anos que sai em busca do tesouro escondido do famoso pirata Barba Negra, um diamante que dizem causar a desgraça a todos aqueles que o possuem. O livro foi escrito no século XIX por John Meade Falkner (1858-1932), e não tem o reconhecimento merecido entre os cânones da literatura clássica. A obra é avaliada com 4 estrelas no Skoob e me promete boas risadas.

O Triunfo de Sharpe - Bernard Cornwell.
Confesso que torci muito pra que O Tigre de Sharpe ganhasse a votação da leitura conjunta que estou administrando, mas não foi dessa vez. Conheci as obras de Cornwell após o Vagner, dono do blog Desbravando Livros (agora inativo), pregar a palavra do cara com muita fé. HAUHAUHUAH. As Aventuras de Sharpe é, até o momento, a maior série de livros que o autor já escreveu. Se eu não me engano, são mais de 20 livros que a compõe. Nas férias eu pretendo fazer um maratona de Bernard Cornwell e ler tudo do autor que eu tenho aqui (15 livros até agora). Quem quiser me acompanhar nessa maratona só precisa entrar em contato comigo pelo facebook ou e-mail.

As Crônicas de Starbuck: Traidor - Bernard Cornwell.
Eu sou o cara dos presentes maneiros! Assim que anunciaram o lançamento desse segundo volume d'As Crônicas de Starbuck eu já disse que o aceitaria de aniversário. Aqui está o resultado. HAUAHUAH. Rebelde e Traidor, também estarão na maratona de férias Bernard Cornwell.
Guerra das Rosas: Trindade - Conn Iggulden.
Um presente especial. Minha prima, que agora é cidadã francesa, retornou ao Brasil para pegar as devidas documentações para morar legalmente no país europeu e ficou aqui até um pouco depois do meu aniversário. Esse livro foi um presente dela. Eu estava querendo o livro Trindade desde que a Editora Record divulgou o seu lançamento. Também pretendo ler em sequência todos os livros do Iggulden que eu tenho aqui, mas sem fazer maratona.

Misery: Louca Obssessão - Stephen King.
Tive meu primeiro contato com uma obra do mestre no ano passado, quando tive o prazer de ler IT: a Coisa (o melhor livro que eu já li!). Não tive uma experiência muito boa com Sob a Redoma, talvez por ter saído de um livro que me conquistou logo de começo para iniciar a leitura de outro totalmente diferente. O livro não é ruim, vou lê-lo novamente, mas não agora. Misery estava na minha lista de compras há um bom tempo. Diversos leitores elogiam essa obra, destacando principalmente o terror psicológico que ela causa. É uma das minhas maiores apostas para esse ano.

A Turma - Charles McCarry.
Encontrado na "livraria dos quinzão", esse livro me chamou a atenção por causa da sinopse. Em A Turma, somos apresentados a Paul, um senhor de 70 anos e ex-agente secreto. Paul ainda mantém a forma e celebra a vida com seu primo e amigo Horace, também ex-agente. Um dia após um jantar onde os dois relembram do passado, Paul desaparece. Meses depois, as cinzas de Paul são entregues ao consulado americano em Beijing e uma cerimônia fúnebre é realizada em Washington. Sem aceitar que seu primo está realmente morto, Horace e mais cinco ex-agentes partem em uma busca para encontrá-lo. O sexteto só possui uma pista: uma foto encontrada no estúdio de Paul.

Os Casos de Liebermann: Trapaça Mortal - Frank Tallis.
"Holmes 'encontra' Freud nessa cativante história policial" - The Guardian.
Sou um grande fã de Sherlock Holmes e admiro muito Sigmund Freud (cursei 1 semestre em psicologia). Adivinhem quanto esse livro me custou? R$15,00. É um livro bem carinho nas lojas virtuais por aí. Trapaça Mortal conta a história do Dr. Max Liebermann, um jovem discípulo de Sigmund Freud, que é chamado para ajudar o amigo inspetor Oskar Rheinhardt numa investigação de assassinato. Liebermann utilizará sua ciência em psicanálise para prescrutar a mente dos suspeitos de Rheinhardt.


O Ladrão da Água - Ben Pastor.
Não vou comentar o preço desse livro pra não ficar repetitivo. HAUHAUAH. Com uma capa bem intrigante e um título curioso, O Ladrão da Água é um romance de mistério ambientado no Império Romano de 304 d.C., onde Aélio Espartano, historiador e oficial na corte de Diocleciano, passa seus dias escrevendo a biografia dos antigos governantes romanos. A principal tarefa de Aélio é desvendar o mistério sobre a morte de Antínoo, amante do imperador Adriano. De acordo com suas pesquisas, Aélio nota que o jovem pode não ter se afogado nas águas do Nilo. Decidido a descobrir a verdade, o historiador sai em busca da tumba de Antínoo, que pode estar guardando pistas para uma possível conspiração contra Roma. Com a ajuda de um soldado cego, Aélio parte em uma viagem para o Egito.

Jerusalém - Andrea Frediani.
Só dá uma conferida na sinopse desse livro escrito pelo italiano Andrea Frediani"Jerusalém, 70 d.C. Um jovem, membro da família de Jesus, salva as memórias escritas por Tiago, irmão de Cristo, da devastação romana promovida por Tito. Mais de mil anos depois, o manuscrito reaparece, em Mogúncia, nas mãos da comunidade hebraica, que pretende usá-lo como prova da absoluta inocência dos judeus na morte de Jesus. Agora, em 1099, enquanto a cidade é assediada pelos cruzados, o precioso documento está novamente em Jerusalém, onde os chefes cristãos o procuram a fim de impedir que a mensagem provoque uma cisão no cerne da Igreja. Oito destinos se entrelaçam à sorte do memorial de Tiago: duas irmãs judias, sobreviventes ao pogrom dos cruzados na Germânia; uma prostituta semipagã e um monge cluniacense que escaparam do desastroso epílogo da cruzada de Pedro, o Eremita; um emir árabe e três ex-combatentes da Batalha de Manzikert: um normando, um bizantino e um turco."

Elric de Melniboné: A Traição do Imperador - Michael Moorcock.
Um dos livros que eu mais tinha vontade de ler, mas não tinha certeza se era uma boa aposta. Isso mudou quando várias pessoas elogiaram o livro e estão aguardando ansiosamente pela continuação que será publicada pela Editora Generale.  Elric de Melniboné é considerado um clássico do gênero Sword & Sorcery (Espada & Magia). O livro é bem curtinho e, dependendo da narrativa, pode ser lido em apenas um dia. Minhas expectativas estão super altas e eu espero que sejam atendidas.

Os Arquivos Bowers: O Peão - Steven James.
Diversas pessoas dos muitos grupos que eu participo no Facebook me indicaram a leitura da série de Os Arquivos Bowers. Vou deixar a sinopse aqui com vocês: "No primeiro livro da série, Patrick Bowers é convidado a auxiliar nas buscas pelo serial killer conhecido como assassino da fita amarela.  Patrick é um especialista em criminologia ambiental. Ele é viúvo e tem sob seus cuidados uma enteada adolescente, que considera como filha. Com uma inteligência acima da média e uma técnica de investigação pouco convencional, o Sr. Bowers vai se esforçar para desvendar os mistérios plantados pelo assassino que parece estar jogando uma partida de xadrez."

É, galera, demorei, mas acabei a postagem. Se vocês já leram alguns desses livros, sintam-se à vontade para comentar suas opiniões ou deixar os links das suas resenhas, deixar indicações e tudo o mais. Como vocês podem ver, eu leio de tudo um pouco (menos romance, espírita, biografias e autoajuda. Essas leitura não me descem).

Até a próxima, pessoal!!

segunda-feira, 28 de março de 2016

RESENHA: CICLO DAS TREVAS - A LANÇA DO DESERTO

Título: A Lança do Deserto
Série: Ciclo das Trevas #2
Páginas: 736
Autor (a): Peter V Brett
Editora: DarkSide Books (2015) *livro cedido pela editora*

Sinopse: O sol está se pondo sobre a humanidade. A noite agora pertence aos demônios vorazes, que se alimentam de uma população cada vez menor, obrigada a se esconder atrás de símbolos esquecidos de poder. As lendas falam de um Salvador: um general que certa vez reuniu toda a humanidade e derrotou os demônios. Mas seria o retorno do Salvador apenas mais um mito? Ahmann Jadir é o líder das tribos reunidas do deserto. Sua lança e sua coroa ancestrais são os argumentos de que precisa para proclamar a si mesmo Shar’Dama Ka, o Salvador. Os habitantes do norte discordam. Para eles, o Salvador não é outro senão o Arlen Bales, Protegido. Houve um tempo em que Shar’Dama Ka e o Protegido eram amigos. Agora são adversários violentos e cruéis. Mesmo que antigas lealdades sejam colocadas à prova e novas alianças sejam criadas, a humanidade ainda não tem consciência do aparecimento de uma nova espécie de demônio, mais inteligente e mortal que todos os que existiam até então. Ainda existe luz na escuridão. Use-a para enfrentar os demônios do Ciclo das Trevas.

*Pode conter spoilers.

Quando pensamos que uma coisa não pode melhorar, somos totalmente surpreendidos. O Protegido foi uma das obras que eu mais tive prazer em ler, tanto que o livro estampou a minha lista de melhores leituras de 2015. Com A Lança do Deserto não foi diferente.

Em O Protegido somos apresentados aos  personagens que formam a espinha dorsal da trama: Arlen, Leesha e Rojer. Acompanhamos os três desde a infância até a vida adulta. Conhecemos também outros personagens que foram pouco explorados e serão mais bem apresentados e explorados nesse segundo volume. Um deles, e o que mais me chamou a atenção foi Ahmann Jardir. Se vocês estiverem pensando naquele mesmo Jardir que traiu Arlen e roubou sua lança protegida, estão certos.

Logo após o prólogo do livro somos inseridos na Cidade Livre de Forte Rizon, lugar onde se encontra Jardir, agora Shar'Dama Ka, que está tentando trilhar os mesmos passos de Kaji, o antigo Salvador, e unir todos os terraverdenses para lutar a Guerra Diurna.

A primeira parte do livro é inteiramente dedicada a Jardir. Nela conhecemos mais sobre sua infância sofrida, sua relação com o khaffit Abban, sobre as dificuldades que ele teve de enfrentar para se tornar dal'Sharum e como ele conseguiu a ascensão ao posto de Sharum Ka e, mais tarde, ao posto de Shar'Dama Ka.
Ahmann Jardir, o Shar'Dama Ka.
Após conhecermos tudo sob o ponto de vista de Jardir, voltamos para os personagens principais. Depois da batalha na Clareira do Lenhador, os habitantes decidiram mudar o nome do lugarejo para Clareira do Salvador. Leesha e Rojer estão se esforçando para ensinar suas técnicas para os moradores da Clareira. Ela ensina as artes da cura e de desenhar proteções enquanto ele ensina a técnica de enfeitiçar demônios com a música da rabeca.

O Protegido se afasta de todos e quase nunca é visto. Ele teme estar se tornando aquilo que mata.

Muitos refugiados de Rizon começam a chegar à Clareira em busca de abrigo, já que sua cidade foi tomada pelo exército krasiano. Após uma reunião do Conselho, Arlen e os outros decidem ir até Angiers alertar o duque sobre o avanço krasiano e negociar para que ele abra seus portões e dê abrigo aos refugiados.
Renna Curtidor, aquela garotinha que foi prometida a Arlen no primeiro livro, volta a aparecer. Todas as suas irmãs já estão casadas e agora é ela quem sofre com as atitudes de seu pai.
Renna Curtidor.
Brett nos presenteou com uma continuação que supera, em partes, o primeiro livro.

Um dos pontos mais fortes de A Lança do Deserto é a história contada sob o ponto de vista de Jardir. Com isso, nós conseguimos eliminar aquela imagem de vilão das nossas mentes e passamos a entender os motivos pelos quais ele roubou a lança de Arlen e abandonou o garoto no deserto à mercê dos demônios. Nessa parte contada sob o ponto de vista de Jardir, nós também conhecemos sua esposa Inevera, uma Dama'ting que é importantíssima na ascensão do guerreiro. O desenvolvimento de Jardir desde sua infância até a vida adulta é magnífico!

Renna Curtidor é uma personagem que merece destaque. A garota sofre com os abusos do pai, o que dá forças para que ela se torne o que encontramos nas partes finais do livro.

"— Fique de cabeça erguida na Noite por mim, menina. Fique de cabeça erguida por todas as mulheres de Angiers e nunca deixe ninguém, homem ou mulher, fazer você se curvar."

Os nossos personagens principais também tiveram um desenvolvimento bem bacana. Leesha se mostra muito mais forte e inteligentíssima, podendo desenhar redes de proteções tão bem quanto o Protegido. Ela é a responsável por quase todas as tarefas da Clareira e por todos aqueles que não se dão bem na Noite. Rojer Faltadedo, apesar de ser o mesmo de sempre, está mais decidido e menos acovardado. Por causa de seu dom incomum, é um dos personagens que mais me intriga. Arlen continua negando que é o Salvador e está passando por momentos difíceis. Aos poucos podemos ver o antigo Arlen voltando à vida, mas ele logo é bloqueado pelo Protegido.

Além dos demônios que já conhecíamos, alguns novos são inseridos na trama. Os demônios da mente se mostram extremamente perigosos, muito mais perigosos que qualquer demônio da rocha. Juntos de seus mímicos (demônios que podem assumir QUALQUER FORMA), os Príncipes das Profundas conseguem controlar as mentes das pessoas que não possuem proteções fortes o bastante para barrá-los, sem contar que eles também conseguem visualizar as brechas de uma rede de proteções e atravessá-la como se não houvesse nada ali.

O sistema de magia também se torna mais complexo. As proteções não servem somente para criar redes de defesa, ou armas para atacar demônios. Elas possuem muitas outras utilidades que você só saberá quando ler o livro.

A revisão da DarkSide foi muito melhor do que a revisão de Os Senhores dos Dinossauros. Gostei bastante de terem mantido o sistema de fala por travessões. Quanto ao trabalho de capa, eu nem preciso comentar. Tudo está no padrão DarkSide de qualidade!

Avaliação:
    

  • O Protegido - #1
  • A Lança do Deserto - #2
  • The Daylight War - #3
  • The Skull Throne - #4
  • The Core - #5

segunda-feira, 21 de março de 2016

LENDO COM BRAVURA #1 - AS MENTIRAS DE LOCKE LAMORA

Boa tarde, galerinha! Estou para anunciar que a nossa primeira leitura conjunta já tem um livro definido!



Depois de uma disputa acirradíssima, temos um livro vencedor para a primeira leitura conjunta do Bravurão aqui.
Foram longos dezessete dias para que esse resultado saísse. Durante um tempo, esse e mais outros livros ficaram empatados. Quando saía um desempate, vinha alguém pra curtir outra foto e empatar tudo novamente.
As Mentiras de Locke Lamora é o nosso campeão para o evento "Lendo com Bravura #1", que acontecerá no dia 9 de Abril (sábado) à partir das 13:00h. O motivo de eu ter escolhido essa data é simples: dá tempo de todo mundo que vai participar comprar o livro.
O cronograma da leitura sai ainda nessa semana (vou me programar pra tentar lançá-lo até Quarta-feira).
Caso você compre o livro e ele não chegue a tempo para o início da leitura, não se preocupe, pois você poderá ingressar na leitura a qualquer momento!!
Foi criado um grupo para o blog no Facebook e um evento para o grupo. O grupo não vai servir apenas para as leituras, quero o pessoal sempre interagindo, criando discussões, opinando sobre leitura e tudo mais.

Participe do nosso grupo clicando AQUI.

Nossa próxima leitura conjunta ainda não data definida, mas uma coisa eu posso dizer: A SELEÇÃO ENVOLVERÁ SOMENTE LITERATURA NACIONAL. Fique ligado!

quarta-feira, 16 de março de 2016

BRAVURA DE CARA NOVA \O/

Sim, galera, agora é oficial. A partir de hoje, dia 16 de Março de 2016, essa será a nova cara do Bravura Literária.

Tive uma dificuldade imensa em alterar o template do blog, pois não manjo nadinha de HTML, mas com ajuda de alguns amigos eu finalmente consegui.

O template novo não é a única novidade, pois além de mudar tudo, eu adicionei umas coisinhas novas. Vamos conhecê-las:

Novas Redes Sociais: Logo, logo estaremos divulgando as demais redes sociais do blog. Pretendo criar um Twitter + Instagram + Snapchat, para que vocês possam me acompanhar da forma mais agradável possível.

Novos Tópicos para Resenhas: Depois de um tempo sem postar nada sobre filmes ou séries, eu decidi que o Bravura não pode ficar só nas resenhas de livros, então essa coluna estará voltando ao blog dentro de alguns dias. Também vou retomar as minhas leituras de Hq's e mangás. Tudo será resenhado aqui.

Página de "Projetos" finalmente inaugurada: Já faz um tempinho que eu estou com essa ideia na cabeça, e nada melhor que uma repaginada no blog para acrescentar o que estava faltando. Criei a página "PROJETOS", que contêm as sub-páginas: LEITURAS CONJUNTAS; CONCURSOS E SORTEIOS; CONTOS DO BRAVURA.

  • Na sub-página "LEITURAS CONJUNTAS" eu irei divulgar as leituras que iremos fazer em forma de evento no Facebook. O livro da leitura será escolhido por meio de votação. A votação será contabilizada de acordo com o número de curtidas que a foto do livro desejado tiver. A cada 2 meses a seleção será somente de livros NACIONAIS. Além do evento ser divulgado no blog, ele também será divulgado em um grupo que eu irei criar no Facebook. Quero todos lá, ok?
  • Na sub-página "CONCURSOS E SORTEIOS", serão divulgados todos os CONCURSOS CULTURAIS e SORTEIOS em parceria com o blog Me Livrando e individuais.
  • Chegou a hora de você, escritor amador ou profissional que quer seus contos publicados, divulgar o seu material GRATUITAMENTE na sub-página "CONTOS DO BRAVURA". Os interessados deverão me contatar por e-mail ou Facebook para me enviar o conto para avaliação. Se estiver dentro dos gêneros que o blog aborda, ele será publicado com todos os direitos e menções ao autor.
É isso, galera. Seria de grande importância e ajuda se vocês comentassem o que acharam dessas mudanças e adições ao blog. Conto com vocês!

terça-feira, 1 de março de 2016

RESENHA: O DUELO DOS REIS

Título: O Duelo dos Reis
Série: A Primeira Lei #3

Páginas: 576
Autor (a): Joe Abercrombie
Editora: Arqueiro (2015)

Sinopse: 
A União está em guerra. Ao norte, o coronel West e suas tropas recuperaram a fortaleza de Dunbrec, mas a batalha pode se arrastar por anos, porque o rei dos nórdicos não irá se render. É hora de Nove Dedos voltar e enfrentar seu pior inimigo. O problema é que, no calor da batalha, nunca se sabe quando o Nove Sangrento surgirá de dentro dele – e o Nove Sangrento não escolhe lado, só quer matar. Na Terra do Meio, uma revolução camponesa por direitos igualitários e participação política desestabiliza os governos locais. Caberá a Jezal dan Luthar negociar a paz e, se preciso, combater o próprio povo. Na capital, com o rei doente e sem herdeiros, os membros do Conselho Fechado começam a comprar apoio dos nobres, numa corrida oculta ao trono. Depois de ter escapado por pouco de Dagoska, Sand dan Glokta precisa sobreviver ao jogo político. Para isso, vai usar os recursos em que é mestre: chantagem, ameaça e tortura. Além disso, tropas gurkenses se movem no sul em direção a Adua, dispostas a travar uma guerra santa e levar Bayaz a julgamento. Para salvar o mundo, o Primeiro dos Magos precisa salvar a si mesmo, porém há riscos enormes quando se mexe com magia. E nada pode ser mais arriscado do que quebrar a Primeira Lei. O duelo dos reis é um épico sombrio e brilhante, um final de tirar o fôlego para a trilogia que redefiniu a literatura fantástica.